[contact-form-7 id="78" title="Schedule a Visit"]

Schedule a Visit

Nulla vehicula fermentum nulla, a lobortis nisl vestibulum vel. Phasellus eget velit at.

Call us:
1-800-123-4567

Send an email:
monica.wayne@example.com

Os Transtornos Fóbicos
·

Os Transtornos Fóbicos

Muitas pessoas admitem ter medo de cobras ou aranhas, mas conseguem manter esse medo sob controle. A pessoa que sofre uma fobia não é capaz de controlar o medo. Estes sentem um medo irracional quando se deparam com um objeto, um animal ou uma situação que estimula sua fobia. Geralmente acabam desenvolvendo um comportamento de evitação.
Existem diferentes estímulos fóbicos que desencadeiam esse medo irracional: viajar de avião, dirigir um carro, elevadores, palhaços, dentistas, sangue, tempestades, etc.
Os mais comuns são:
A Fobia Social
A fobia social é um transtorno de ansiedade muito comum, e não deve ser confundido com timidez. Se trata de um forte medo irracional de situações de interação social. Quem sofre deste distúrbio sente extrema ansiedade pela possibilidade de ser julgado pelos outros, de ser o centro das atenções, de ser criticado ou humilhado e pode sentir esse medo até mesmo ao falar no telefone. Eles simplesmente não conseguem fazer apresentações em público, comer em restaurantes ou na frente de alguém, ir a eventos sociais, conhecer novas pessoas…
Agorafobia
Agorafobia é geralmente definida pelo medo irracional de espaços abertos, como grandes avenidas, parques e ambientes naturais. Mas essa definição não está inteiramente correta. Na realidade o estímulo fóbico ocorre por meio do medo irracional de ter um ataque de ansiedade nesses lugares, onde pode ser difícil, embaraçoso ou constrangedor escapar, ou onde não é possível receber ajuda.

Fonte: Adaptado de Taiz de Souza, disponível em: http://www.psiconlinews.com/2016/01/os-16-transtornos-mentais-mais-comuns.html

Categorias: Psicanálise

Dr. Gleubert Coliath

Dr. Gleubert Coliath

Psicanalista clínico que professa a fé cristã; seu trabalho fundamenta-se nos padrões éticos, metodológicos e científicos que a profissão exige. Doutor em Ciências Sociais pela PUC-SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, pesquisador nas áreas de antropologia, estudos da complexidade e ciências sociais.

Deixe uma resposta